sábado, 3 de agosto de 2013

O que fazer quando seu computador for infectado

Este artigo foi criado pela equipe Bitdefender Antivírus para uso exclusivo do blog Fique Sabendo.

Vírus: o que fazer quando seu computador está infectado

Capazes de realizar ações não autorizadas pelo usuário os vírus de computador são programas maliciosos que utilizam falhas de segurança para infectar os mais diversos sistemas. Entre as atividades mais comuns, os vírus são capazes de danificar programas e roubar informações sigilosas, variando de acordo com a intensidade dos danos causados.

As ameaças, infelizmente, têm surgido, cada vez, mais aperfeiçoadas e perigosas, demonstrando a evolução e criatividade dos chamados cibercriminosos. Um exemplo dos riscos a que estamos expostos é a divulgação de uma vulnerabilidade do Java, que já foi corrigida pelo Oracle. Essa “brecha” foi usada por cibercriminosos para introduzir os vírus e malwares, sendo o Brasil um foco de infecção.

Este caso mostra que saber qual atitude tomar em casos de contaminação por vírus pode ser o diferencial entre ter seus dados danificados ou combater a ameaça.

programa-virus

Via: Free Digital Photos.

Meu computador está com vírus, e agora?

Ao ser infectado por vírus, é necessário agir rápido, mas com cautela. Para isso, algumas técnicas podem ser utilizadas, conforme as apresentadas a seguir.

- Software antivírus: Independente se o usuário recorrer a um antivírus grátis ou pago, contar com um software de proteção é basicamente um item obrigatório para quem deseja evitar a contaminação por ameaças virtuais. Além de exibir alertas indicando a existência de problemas, a alternativa permite a varredura completa do sistema, buscando por danos em todas as unidades de disco do computador. Dessa forma, o antivírus oferece instruções a respeito de como prosseguir, fornecendo opções como a quarentena ou eliminação total dos arquivos infectados;

- Restauração do Sistema: Restaurar o sistema do computador é uma alternativa eficaz para os casos em que o vírus cause danos permanentes em determinados arquivos. A opção funciona como uma “volta no tempo”, como se corrigisse as alterações realizadas na máquina até um ponto antes da contaminação pelo vírus;

- Ferramentas de proteção complementares: Somando à proteção de um bom software antivírus, a instalação de um anti-spyware é capaz de assegurar a tranquilidade do usuário. Isso porque a opção captura softwares espiões impedindo o roubo de informações do usuário. Justamente por essa finalidade, é recomendável utilizar um anti-spyware ao lado do programa antivírus, reforçando a segurança de toda a máquina;

- Formatação do sistema: Para muitos usuários, a melhor alternativa é formatar o computador. O processo consiste em desinstalar e reinstalar o sistema operacional, configurando as preferências do usuário e, consequentemente, eliminando os códigos maliciosos presentes na máquina. Nessa caso, porém, é fundamental que não se esqueça de fazer o backup dos arquivos que se deseja manter, verificando-os a fim de conferir se nenhum deles está contaminado por vírus.

protecao-antivirus

Via: Free Digital Photos.

Dicas de proteção antivírus

Mesmo contando com diferentes opções para solucionar a contaminação por vírus, o ideal é que o usuário parta do principio de que é sempre melhor prevenir do que remediar. Pensando nisso, dicas de segurança para o seu computador são sempre bem-vindas.

- Mantenha programas e aplicativos sempre atualizados. Versões antigas tendem a ser facilmente infectadas e as atualizações, comumente, contam com bases mais resistentes a novas ameaças;

- Não abra mão de um software antivírus. A opção é capaz de garantir a sua segurança em casos de ameaças, sinalizando perigos e, até mesmo, corrigindo possíveis problemas ocasionados pela contaminação;

- Utilize uma máquina de confiança. De preferência, realize atividades como acesso a dados bancários, email e envio de arquivos diretamente de seu computador pessoal. Do contrário, tome cuidado redobrado em PCs públicos;

- Desconfie de e-mails suspeitos, contatos desconhecidos, links inusitados e anexos duvidosos. A regra é utilizar o bom senso antes de conferir determinados conteúdos, ficando atento a detalhes como a url do link, erros de ortografia, abordagem, entre outros detalhes capazes de sinalizar riscos;

- Na dúvida, informe-se a respeito de novas ameaças e estratégias de cibercriminosos. A evolução dos vírus não para e, por isso, é de vital importância manter-se informado, conferindo artigos, críticas de usuários e lançamentos de softwares de proteção. O cuidado é responsável por prevenir inúmeras dores de cabeça, garantindo a privacidade e segurança do usuário.

Jóckisan

é pernambucano, e é estudante e blogueiro nas horas vagas. Gosta de estudar, ler livros, assistir a bons filmes e séries. Na internet gosta de ler notícias interessantes, tecnologia e TV. Também escreve no Mundo Geek.
comments powered by Disqus

 

Copyright @ 2011-2015 Fique Sabendo!.