sábado, 16 de agosto de 2014

Resenha: Noé

NoéTítulo Original: Noah

Título Nacional: Noé

Direção: Darren Aronofsky

Gênero: Aventura e drama

Duração: 2h18min

Distribuidora: Paramount Pictures

Estreia: 03 de abril de 2014








Se você espera que Noé seja um filme bíblico, ou seja, que retrate a realidade narrada na Bíblia, esqueça, porque isso este filme não é. Ele não tem nada a ver com a história bíblica de Noé. O que os roteiristas fizeram foi pegar o personagem bíblico e a ideia da Arca e do Dilúvio e desenvolveram a sua própria história, que é totalmente diferente do que a Bíblia diz. Claro que isso pode decepcionar os cristãos, que esperavam por uma leitura baseada nos fatos bíblicos. Mas a proposta do filme não é essa e isso já fica claro já na sinopse e no trailer do filme. A própria Paramount disse que os roteiristas tiveram liberdade artística para escrever a história do filme. Por isso, se você quiser assistir Noé, assista pensando que é um filme comum, mais um filme de aventura e ficção que criaram.

Então analisando Noé apenas como mais um filme de aventura que veio de Hollywood posso dizer que é um filme ruim. Não consigo entender algumas coisas e despreocupações que a equipe teve na produção do filme. Como é que a história de Noé se passa num tempo antigo e todas as pessoas (homens e mulheres) usam calças? Como é que elas têm armas de fogo, usam armaduras, máscaras e capacetes? Como é que naquela época tão antiga já existiam métodos de saber se uma mulher estava grávida?

Eles deixam claro no filme inteiro que aquela é uma época antiga (inclusive quando Noé se apresenta como descendente de Sete, com oito gerações abaixo dele), mas teve dificuldade em sair dos dias atuais. Parece que neste filme eles mantiveram os seus esforços apenas em fazer bonito nos efeitos especiais, que sim, esses ficaram ótimos.

E aqueles anjos de pedra, então? Invenção ridícula.

Eu lia comentários na internet sobre a tão esperada estreia de Noé. Muita gente estava ansioso, muita gente acreditava que seria um filme épico. Mas não. Ele tem um aspecto visual legal, atores premiados, mas história chata, longa e cansativa. É uma história que tem pouco sentido. Desperdiçaram a oportunidade que tinham de fazer um grande filme.

Concluindo, achei Noé um filme chato e ruim.

Nota:

Jóckisan

é pernambucano, e é estudante e blogueiro nas horas vagas. Gosta de estudar, ler livros, assistir a bons filmes e séries. Na internet gosta de ler notícias interessantes, tecnologia e TV. Também escreve no Mundo Geek.
comments powered by Disqus

 

Copyright @ 2011-2015 Fique Sabendo!.