terça-feira, 4 de novembro de 2014

Resenha: Boyhood – Da Infância à Juventude

Boyhood - Da Infância à JuventudeTítulo Original: Boyhood

Título Nacional: Boyhood – Da Infância à Juventude

Direção: Richard Linklater

Gênero: Drama

Duração: 2h45min

Distribuidora: Universal Pictures 

Estreia: 30 de outubro de 2014

 

 

 

 

Muitas pessoas tiveram alta expectativa com Boyhood – Da Infância à Juventude por se tratar de um filme que demorou doze anos para ser filmado e que mostra o crescimento e envelhecimento natural de todos os atores envolvidos no filme. As notas dadas pelas pessoas no Filmow, Letterboxd e IMDb também são altas. Mas não consegui ver um bom motivo para chamar esse filme de ótimo ou excelente. Porque um bom filme não se caracteriza apenas por ele ter demorado todo esse tempo para ser filmado e por usar os mesmos atores durante esse tempo. Há outras questões para serem avaliadas.

As atuações são boas, mas a história em si não é. Não existe uma história central ou um tema que é abordado no filme. É notável que ele foi construído apenas com várias cenas diferentes, que contam histórias diferentes, não existindo uma real conexão entre elas. Se o objetivo do filme era mostrar a infância e juventude de um garoto que vivia com pais separados, certo, conseguiram, mas de forma muito simples. Por que não mostrar mais profundidade em Mason? Por que não mostrar mais os seus sentimentos, a sua forma de pensar, ou até mesmo os seus sofrimentos por causa dos problemas da sua família? Por que não mostrar mais o que se passava na cabeça dele?

Algumas cenas são boas, como as separações da mãe de seus maridos; como a grande preocupação e protecionismo da mãe com Mason, sem nem saber que ele só tinha amizades de má influência, que o fazem beber e fumar. E não só na adolescência, mas desde criança ele já tinha um amigo mais velho que lhe ensinava a pixar e que lhe mostrava pornografias. Todas essas são cenas que poderiam ser mais bem exploradas pelo filme, mas não foram. Ou eles poderiam simplesmente focar na vida dele e de sua família, e em seus sentimentos, como já falei anteriormente.

O filme poderia fazer isso, poderia dar esse foco, e então sim, teríamos um ótimo e grande filme, porque além de usar os mesmos atores num filme que demorou doze anos para ser concluído, ele também mostraria um drama de verdade, uma história a ser contada. Mas não. Tiveram uma ideia diferente e inovadora, mas se preocuparam apenas com isso. O roteiro é fraco e as cenas são paradas.

No fim, o que vemos é um filme tão longo, mas com nenhuma história para contar. Um filme superficial e vazio. Um filme que teve uma grande oportunidade de ser ótimo, de ser destaque, mas que não soube aproveitar.

Nota:

Jóckisan

é pernambucano, e é estudante e blogueiro nas horas vagas. Gosta de estudar, ler livros, assistir a bons filmes e séries. Na internet gosta de ler notícias interessantes, tecnologia e TV. Também escreve no Mundo Geek.
comments powered by Disqus

 

Copyright @ 2011-2015 Fique Sabendo!.